Assecre Acontece

Projetos de pesquisa voltados à inovação podem ser subsidiados pela FAPESP

A palestra “Inovação na prática: empreender investindo” reuniu, na sede da ASSECRE, diversos associados interessados em conhecer um pouco mais sobre o trabalho do CADI (Centro de Apoio ao Desenvolvimento e Inovação) e como ele pode auxiliar as empresas da região a inscreverem projetos na FAPESP – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. O responsável pelo bate papo foi o professor da FATEC de São José dos Campos, Agliberto Chagas, que, além de explanar sobre o PIPE – Programa FAPESP Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas –, ainda orientou os participantes sobre o cronograma de inscrições e as vantagens da captação de recursos financeiros em negócios para o desenvolvimento e gestão de projetos.

 

A FAPESP – Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo –, é uma das principais agências de fomento à pesquisa científica e tecnológica do país. Já o PIPE, uma das iniciativas da Fundação, criado em 1997, visa apoiar a pesquisa em ciência e tecnologia, como instrumento para promover a inovação e o desenvolvimento empresarial e acadêmico, aumentando assim a competitividade do mercado. Somente para 2017, há uma reserva de cerca de R$ 15 milhões para apoio aos projetos selecionados. “Engana-se aqueles que acham que a iniciativa beneficia somente empresas voltadas à área de tecnologia, pelo contrário. Temos no bairro Chácaras Reunidas uma grande diversidade de empresas, muitas com potencial para apresentar projetos e conquistar o subsidio do programa”, afirma o professor Chagas. Em 2016, 274 projetos foram selecionados e o financiamento chegou a R$ 50 milhões.

 

O programa é dividido em três fases, sendo a primeira a responsável pela análise de viabilidade técnico - cientifica do projeto; a segunda, que trata do desenvolvimento da proposta propriamente dita e a fase três, onde espera-se que a pequena empresa realize o desenvolvimento comercial e industrial dos produtos ou processos, com base nos resultados das fases anteriores. “Nós, da FATEC/CADI, propomos aos associados da ASSECRE desde o apoio à elaboração da proposta e do modelo de negócios, até o apoio na busca de patentes”, ressalta Chagas. “Para tanto, seria essencial a criação de uma plataforma de negócios inovadores que pudesse, a longo prazo, identificar em uma rede, as principais informações inovadoras das empresas”, finaliza o professor. As empresas interessadas em inscrever projetos ou até mesmo conhecer um pouco mais sobre o programa terão a oportunidade de, no próximo dia 27 de março, das 9h às 12h, sanar dúvidas e questionamentos no evento Diálogo sobre Apoio à Pesquisa para Inovação na Pequena Empresa. A chamada para o 2º ciclo de 2017 está publicada em: www.fapesp.br/pipe/chamada-2-2017. Mais informações também podem ser solicitadas ao palestrante Agliberto Chagas no agliberto.chagas@fatec.sp.gov.br.

- Visualizar todos

Relacionados

  • Como apoiar Projetos Sociais da ASSECRE e se beneficiar com a LIF

    Café Empresarial Fevereiro: O esporte é um dos maiores geradores de mídia espontânea e positiva. Ligar uma empresa ao esporte é alavancar negócios e também ganhar admiração do público. Na primeira edição do Café Empresarial em 2017, a ASSECRE discorre sobre o assunto e incentiva as empresas associadas a investirem nos Projetos de Luta Olímpica e Jiu Jitsu, apoiados pela entidade. Participe! Mais informações no convite.

  • Festa de Natal presenteou crianças e adolescentes do bairro e projetos sociais

    A festa de Natal desse ano na ASSECRE aconteceu no dia 02 de dezembro e foi especial para as crianças e adolescentes do bairro e alunos do Projeto de Luta Olímpica.

  • Café de Empresarial de Julho- Traz o SEBRAE -Programa Agentes Locais de Inovaçao

     Neste Café Empresarial de Julho de 2013, a Assecre trouxe o Sebrae com o PROGRAMA AGENTES LOCAIS DE INOVAÇÃO  e o  Sebrae desenvolveu o Programa Agentes Locais de Inovação (ALI), um trabalho que traz oportunidades e novas ferramentas para empresas inovarem, diferenciando-se da concorrência. O programa gratuito acompanha o pequeno empresário (faturamento entre R$ 360 mil e R$ 3,6 milhões ao ano) com o objetivo de promover a inovação e a tecnologia dentro das empresas. Com ele, você irá saber como implantar práticas inovadoras em produtos (bens ou serviços), processo, marketing e método organizacional. O Programa ALI contribui para a competitividade das pequenas empresas, por meio da difusão de informações sobre possibilidades de inovação e tecnologia, de acordo com as características de cada empreendimento. As mudanças geram impacto direto na gestão empresarial, na melhoria de produtos e processos, na identificação de novos nichos de mercado para os seus produtos, entre outras possibilidades.

© 2011 Assecre - Todos os direitos reservados.

Desenvolvido por: DB9

Rua Loanda, 895 – Chácaras Reunidas – São José dos Campos/SP – CEP 12.238-330 Tel.: 12 3201-6844