Assecre convoca Secretário de Inovação e Desenvolvimento Econômico para discutir reajuste da passagem

No dia 13 de março, o Secretário de Inovação e Desenvolvimento Econômico de São José dos Campos, Alberto Alves Marques Filho, esteve na Assecre para uma reunião com os associados para discutir o aumento das passagens de ônibus na cidade.

 

O Secretário apresentou aos 15 associados que estiveram presentes na reunião os estudos que foram feitos para que a prefeitura tomasse a decisão de repassar o reajuste apenas para os empresários, elevando o valor do Vale Transporte de R$ 4,10 para R$ 4,60.

“Temos consciência de que essa medida foi um tanto quanto controversa e eu mesmo em um primeiro momento achei negativo fazer o reajuste apenas no Vale Transporte, mas depois que analisei com calma os estudos e ouvi o grupo que participou da decisão, concordei que é mais fácil para o empresário absorver esse reajuste do que para as pessoas que estão desempregadas e precisam buscar emprego e qualificação”, disse.

Segundo os Associados que participaram da reunião a medida, mais uma vez coloca um peso extra sobre as pequenas e médias empresas que terão de absorver o reajuste. Eles também questionaram o fato de não terem sido ouvidos durante as discussões que levaram a prefeitura a adotar o reajuste somente para o Vale Transporte.

“Estamos questionando essa medida, pois ela abriu um precedente difícil de encerrar. Mais uma vez as pequenas e médias empresas que estão saindo de crise com o caixa drenado acabaram sofrendo. E nem sequer sabíamos qual era a motivação para que a decisão fosse tomada”, disse o associado Bruno Frossad.

“Nós estamos nos manifestando, principalmente porque gostaríamos de ser ouvidos pela prefeitura e participar destas discussões que atingem diretamente o nosso setor que já vem sofrendo devido as recentes crises econômicas”, acrescentou o coordenador da Assecre Eduardo Piloto.
O secretário concordou que houve uma falha de comunicação com a Assecre e que avaliará a participação mais próxima da associação em novas discussões. “Temos um relacionamento muito próximo com a Assecre e foi ruim não termos envolvido a associação nas discussões, pois ela reúne especificamente as empresas com o perfil de utilização do Vale Transporte”, disse. Ele ainda informou que não há como prever como será o reajuste no próximo ano, pois tudo irá depender da economia da cidade e de como será a utilização da frota.
Transporte Compartilhado pode ser alternativa para reduzir custo com transporte.

A Assecre oferece aos associados o serviço de Transporte Compartilhado. Esse serviço passou por uma grande reestruturação em 2017 e hoje está muito mais eficiente e com um custo competitivo. Atualmente 56 linhas estão em funcionamento e tem um custo a partir de R$12,66 por funcionário. As empresas interessadas no serviço devem entrar em contato com a Elisangela pelo e-mail elisangela@assecre.org.br ou pelo telefone (12) 3201-6844.

COMPARTILHAR